Dieta Paleolítica (Low Carb) Emagrece? Alimentos Permitidos, Mitos e Muito Mais

 

A dieta paleolítica, também chamada “carinhosamente” de dieta paleo está longe de ser apenas mais uma dessas dietas da moda, que sempre vemos por ai e que mudam a cada instante.

Alguns estudos clínicos e científicos sobre a dieta paleolítica mostram que ela não só faz com que as pessoas emagreçam, mas também melhoram sensivelmente vários aspectos da saúde de uma forma em geral.

Em termos bem gerais, a dieta paleo se caracteriza pelo baixo consumo de carboidrato e o alto consumo de proteínas e gorduras.

Alguns dos benefícios desse tipo de alimentação para nossa saúde são:

  • Células mais saudáveis – Principalmente por causa da gordura do tipo Ômega 3, a dieta paleolítica parece favorecer grandemente a saúde das nossas células.
  • Mais músculos, menos gorduras – Por conta da alta ingestão de proteínas, o corpo de quem adota a dieta paleolítica é visivelmente transformado, fazendo com que mais músculos sejam construídos e menos gordura se acumulem no organismo.
  • Menos alergias e inflamações – Quem faz a dieta paleo geralmente nota uma melhora significativa nos quadros de alergias. Alguns estudos mostram que as inflamações podem estar relacionadas com problemas circulatórios e o aumento do consumo de certos alimentos com boas concentrações de gordura saudáveis pode melhorar esse quadro.

Dieta Paleo (Low Carb) Emagrece? Como Fazer?

Esse artigo tem informações muito importantes e bastante completas sobre a dieta paleolítica. Se você preferir fazer o download do PDF da dieta paleo que é basicamente todo esse conteúdo em um único arquivo que você pode ler quando quiser, basta compartilhar esse conteúdo em qualquer uma de suas redes sociais abaixo e fazer o download.

Obrigado! Clique aqui para fazer o download do artigo em PDF

O que é dieta paleo?

O que é a Dieta Paleo

Como eu já disse lá no comecinho do artigo, a dieta paleo basicamente se caracteriza pela pouca ingestão de carboidratos e o alto consumo de proteínas e gorduras.

O termo “paleolítica” se refere a uma época de mais de 10.000 anos em que nós, seres humanos, vivíamos como nômades residindo principalmente em cavernas.

A ideia dessa dieta então é que consumamos os mesmos alimentos que nossos tataravós comiam, que era basicamente à base de peixes, animais do campo, ovos, raízes, tubérculos, cogumelos e nozes.

Se você reparar bem a gordura de origem animal é responsável por boa parte da dieta paleolítica, mas ao contrário do que muitos pensam, estudos recentes mostram que a gordura saturada não é tão maléfica para o coração. Se você duvida, veja as conclusões desse artigo.

As grandes vilãs da saúde do coração são as gorduras processadas artificialmente, conhecida como gorduras trans, que é a base dos óleos vegetais.

Sim, a dieta paleo está deixando muitos pesquisadores de cabelo em pé, porque muito do que se acreditava ser verdade sobre o que é saudável ou não está caindo por terra.

Dieta paleolítica: cardápio e algumas regras

A comida da dieta paleolítica

A ideia da dieta paleolítica é ser o mais natural e simples possível, por isso, ao invés de eu listar um cardápio com receitas para você seguir, mostrarei uma lista dos alimentos permitidos e dos alimentos que você deve evitar.

Isso dará uma liberdade muito maior a você e não pensará que está fazendo uma dieta chata e sem graça.

Não se esqueça de que a dieta paleo não é benéfica apenas para quem quer emagrecer, mas também para quem quer melhorar a saúde como um todo.

Dieta paleo: alimentos permitidos

  • Frutas e vegetais – Sabemos que precisamos de bons carboidratos para que nosso corpo possa realizar suas funções de forma saudável e também para nos dar energia. Por isso, uma boa fonte de carboidratos são as frutas e vegetais naturais. Mas cuidado, se o seu objetivo é emagrecer, evite comer frutas muito doces.
  • Carnes – A base da dieta paleolítica são as proteínas e uma fonte natural são as carnes de forma em geral. Sim, todas as carnes estão liberadas, inclusive aquele bacon crocante que você tanto gosta.
  • Gorduras naturais dos vegetais – Uma parte muito importante também da dieta paleo são as gorduras naturais, que são aquelas extraídas de forma totalmente natural dos vegetais, como o óleo de coco, macadâmia, abacate, azeite de oliva, etc.
  • Ovos – O ovo é um desses alimentos que está dando um “tapa na cara” de muitos médicos que ainda acreditam que o consumo desse alimento aumenta o colesterol. Mais uma vez, pesquisas recentes mostram que além do ovo NÃO AUMENTAR O COLESTEROL, ainda por cima faz bem para nossa visão e nosso cérebro, além de ser uma ótima fonte de gorduras e proteínas.

Alimentos que devem ser evitados na dieta paleolítica:

  • Carboidratos simples – Os carboidratos são os verdadeiros vilões da dieta paleo, principalmente os açúcares simples e refinados. Portanto, evite comer açúcar refinado, bolachas, bolos, arroz e doces de uma forma geral.
  • Amidos – Os amidos são açúcares encontrados principalmente nas farinhas, por isso, evite comer pães, alimentos com amido de milho e qualquer tipo de farinha.
  • Batata – A maioria das batatas também têm uma alta concentração de amido, portanto é melhor evitar o consumo. A batata doce é permitida, mas nunca em excesso, pois seu índice glicêmico é baixo.
  • Óleos vegetais em geral e margarina – Esses alimentos são péssimos para sua saúde e também dificultam o emagrecimento. Alguns exemplos são o óleo de soja, óleo de canola, óleo de milho e o óleo de girassol, além de todos os tipos de margarina.
  • Refrigerantes – Se a dieta paleolítica é contra alimentos artificiais e também contra o açúcar, imagina só o que dizer dos refrigerantes? Fuja deles com o diabo foge da Cruz.

O segredo é a insulina

A insulina é um hormônio que é secretado pelo pâncreas que tem várias funções, dentre elas:

  • Reduzir os níveis de glicose (açúcar) no sangue
  • Armazenar gordura nas células adiposas
  • Estimular a produção de triglicerídios
  • Estimular a produção de colesterol no fígado

Basicamente, a insulina tem uma ação direta na forma como nosso organismo acumula gordura no tecido adiposo, além de desempenhar um papel fundamental nos processos de síndrome metabólica, ou seja, produção de colesterol, triglicérides, diabetes, hipertensão e, obviamente, a própria obesidade em si.

Dr. Souto

Um dos maiores defensores dos benefícios da dieta paleolítica aqui no Brasil é o Dr. José Carlos Souto.

Através de seus estudos e experiências, ele tem desafiado o “senso comum” de muitas pessoas, inclusive de seus colegas médicos.

Sabe aquela regra que temos que comer a cada 3 horas para o nosso metabolismo não diminuir? Pois, é, o Dr. Souto diz que isso é uma grande bobagem, e prova isso.

Em um estudo clínico com várias pessoas, foi demonstrado e provado que se ficarmos sem comer por 72hs, nosso metabolismo não diminui nem um pouquinho.

Se você quer aprender muito mais sobre a dieta paleolítica e outras verdades e mitos sobre dietas, alimentação e emagrecimento, recomendo fortemente que veja essa entrevista do Dr. Souto para o Canal NatuGood:

Livros sobre a dieta paleolítica

Embora os estudos sobre a dieta paleo estejam apenas engatinhando, principalmente aqui no Brasil, existem excelentes livros que você pode ver para se impressionar com as facilidades e os resultados desse tipo de alimentação.

Alguns dos livros recomendados são:

Emagrecer de Vez – Rodrigo Polesso

A Dieta dos Nossos Ancestrais – Caio Augusto Fleury

A Dieta do Paleolítico – Loren Cordain

Energia Paleo – Mark Sisson

Concluindo…

Acredito que a dieta paleo nem deveria ser chamada de “dieta”, porque isso remete à uma ideia de tempo, ou seja, que devemos seguir essa alimentação apenas por um determinado período, mas a proposta aqui é que esse seja o modo correto de nos alimentarmos, através de comida de verdade, e não esse lixo industrializado que é produzido artificialmente para nos engordar e viciar.

É óbvio que não há problema em comermos um pãozinho, um pedaço de bolo ou até mesmo um brigadeiro de vez em quando, mas a ideia é que estejamos muito atentos ao que comemos em nosso dia a dia.

Ou seja, não encare a dieta paleolítica como uma coisa passageira em sua vida, mas sim como um estilo de vida.

Se tiver qualquer dúvida ou quiser deixar qualquer tipo de comentário, por favor, escreva logo abaixo.

Um grande abraço e muita saúde pra você.

Dieta Paleolítica (Low Carb) Emagrece? Alimentos Permitidos, Mitos e Muito Mais
Dê uma nota para esse conteúdo

Dieta Paleolítica (Low Carb) Emagrece? Alimentos Permitidos, Mitos e Muito Mais

About The Author
-

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>